Empréstimo Para Negativado No SPC E SERASA: Soluções!

Empréstimo Para Negativado No SPC E SERASA

Muita gente se pergunta se é possível realizar empréstimos mesmo quando o nome está sujo em órgãos como o SPC e o SERASA. Afinal, estar negativado significa que algo não vai bem na vida financeira.

 

 

Tópicos:

  • Quais São As Opções Para Realizar Um Empréstimo Com O Nome Sujo?
  • E Se Eu Possuo Um Bem?
  • E Para Quem Não Possui Bens, Não É Funcionário Público E Nem Pensionista?
  • Conclusão

 

 

E conseguir algum dinheiro extra é uma forma de aliviar as contas e organizar as finanças. Portanto, neste artigo iremos elucidar as maiores dúvidas sobre empréstimos pessoais, especialmente para quem está com problemas deste tipo.

 

 

Quais São As Opções Para Realizar Um Empréstimo Com O Nome Sujo?

Para quem está negativado, as opções de empréstimos costumam ser mais restritas e difíceis de negociar. Isso porque as instituições costumam temer a inadimplência de quem está com o nome sujo e passarem a ter algum tipo de prejuízo.

 

 

Porém, uma opção bastante viável é a do empréstimo consignado, onde o valor da parcela é descontado diretamente da folha de pagamento. Desta forma, a empresa fornecedora do crédito pode ter mais garantias e o empréstimo pode ser realizado. Uma vantagem deste tipo de transação está no fato dos juros serem mais baixos.

 

 

Porém, devemos lembrar que o crédito consignado geralmente fica restrito à funcionários públicos e aposentados pensionistas do INSS. Se você se encaixa nessa categoria, problema solucionado! Basta entrar em contato com seu banco ou instituição que realiza essas transações e solicitar seu crédito.

 

 

Apesar do nome sujo, nesses casos geralmente o dinheiro é liberado, exatamente por contar com a vantagem de ser descontado diretamente no contra-cheque, sem opção de cancelamento. Já no caso dos funcionários regulares, geralmente não é oferecido este tipo de solução.

 

 

Ficando as opções de crédito para negativado restritas às empresas que fornecem este serviço, o que acontece com frequência por meio de juros mais altos e parcelas não flexíveis. Com bastante frequência, bancos negam empréstimos para quem está com o nome sujo, com raras exceções de clientes antigos.

 

 

E Se Eu Possuo Um Bem?

Já no caso das pessoas que têm a vantagem de possuírem um bem no nome, como carros e casas, o crédito fica mais viável, mesmo estando com o nome sujo. Neste tipo de negociação, obviamente, o bem será usado como forma de garantia de pagamento.

 

 

Evitando prejuízos para as financeiras que, por sua vez, podem liberar o crédito a juros normais, sem cobrar valores exorbitantes. Geralmente, o valor dos juros nesses casos não ultrapassa o comum de um crédito pessoal regular e o número de parcelas costuma ser flexível.

 

 

E Para Quem Não Possui Bens, Não É Funcionário Público E Nem Pensionista?

Neste caso, as opções são quase nulas. Dificilmente alguma empresa irá liberar crédito sem garantias de pagamento, especialmente por conta do histórico de inadimplência. Mas, existem algumas que fornecem este serviço, com a desvantagem de cobrarem juros muito mais altos e serem inflexíveis na quantidade de parcelas.

 

 

Para quem possui emprego fixo em uma mesma empresa há mais de 10 anos, o empréstimo pode ser mais facilmente liberado, já que a empresa poderá ter mais garantias em relação ao pagamento da dívida. Porém, para quem está há pouco tempo em um trabalho, será mais difícil.

 

 

Conclusão

Se você possui nome sujo, a melhor saída é limpar o seu nome para então solicitar um empréstimo. Caso isso não seja de fato possível, a saída pode estar em buscar empresas que abrem exceções para negativados, porém, com a certeza de que ela irá cobrar um valor altíssimo de juros, a fim de não ter prejuízos caso o empréstimo não seja quitado.

 

 

Vale lembrar que as chances de se ter crédito nesses casos aumentam muito se você for funcionário regular de uma empresa há muitos anos, pois a instituição entenderá que existem mais garantias de pagamento. Já se você for aposentado, pensionista do INSS ou funcionário público, opte pelo crédito consignado.

 

 

Agora, se você possui um bem em seu nome, essa também pode ser a solução. Mas, não se esqueça: apenas faça empréstimos com parcelas que poderá pagar, ou irá perder o bem que entregou como garantia.

 

 

Como melhor hipótese, consulte seu CPF para ver quais são as cobranças que estão em seu nome e verifique a possibilidade de fazer o pagamento antes de solicitar o empréstimo.