5 Dicas Para Renegociar Dívidas No Cartão De Crédito

Renegociar Dívidas

Esta devendo o cartão de crédito e não sabe o que fazer? Afinal de contas você só vê juros e juros e parece que tudo vira uma bola de neve que parece não haver saída.

 

 

Tópicos:

  • Coloque Tudo Na Ponta Do Lápis
  • Entre Em Contato Com A Central Do Cartão De Crédito Ou Vá Diretamente A Agência
  • Aguarde Receber Uma Boa Oferta
  • Negocie Em Parcelas Fixas
  • Troque A Dívida Por Uma Que Possua A Taxa Menor
  • Dúvidas Frequentes
  • O Que Fazer Se O Banco Recusar?
  • O Que Fazer Se Não Tiver Dinheiro Para Pagar A Renegociação?
  • Corro O Risco De Perder Meus Bens?

 

 

Separamos para você 5 dicas para aplicar na hora de renegociar o seu cartão de crédito, e ao final respondemos algumas dúvidas frequentes relacionadas ao assunto.

 

 

1. Coloque Tudo Na Ponta Do Lápis

Antes de solicitar qualquer tipo de renegociação seja ela para o cartão de crédito ou não é preciso antes que você coloque na ponta do lápis todos os seus gastos. Coloque as contas fixas, os supérfluos, enfim tudo que você gasta em passeios inclusive o cafezinho depois do almoço.

 

 

Feito isso veja quais são os gastos que podem ser cortados ou pelo menos amenizados para que você não passe o mês tão apertado. Após realizar estes cálculos é o momento de você somar o que está devendo no cartão, todas as faturas que você pagou o mínimo ou simplesmente deixou sem pagar. Some também as taxas de juros e veja o valor total em que você esta devendo.

 

 

2. Entre Em Contato Com A Central Do Cartão De Crédito Ou Vá Diretamente A Agência

Entre em contato com a central do seu cartão de crédito ou vá pessoalmente até a sua agência bancária. Eu considero a segunda opção melhor, negociar pessoalmente sempre é mais fácil.

 

 

Demonstre interesse em pagar a sua dívida e mostra para quem está te atendendo qual a situação que você se encontra para que a pessoa analise qual a melhor forma de renegociar a sua dívida.

 

 

Não é preciso que você fique justificando os motivos que ficou devendo ou o porquê você deixou de pagar as faturas, o que interessa neste momento é o fato de que você quer pagar.

 

 

3. Aguarde Receber Uma Boa Oferta

Caso seja oferecido a você continuar pagando o valor mínimo recuse, o banco possui o “protocolo” de sempre oferecer primeiro opções nada vantajosas para você em uma renegociação. Como você já seguiu o passo número um de por tudo na ponta do lápis. Você sabe exatamente quanto consegue pagar por mês.

 

 

Então, você saberá dizer para quem está te atendendo o que é vantajoso ou não para você, por tanto não desista até você receber uma boa proposta, afinal você esta disposto a pagar e para o banco isso importa muito.

 

 

4. Negocie Em Parcelas Fixas

Após ter recebido uma proposta que te agrade, opte por efetuar o pagamento em parcelas fixas, desta forma fica mais fácil você saber o custo efetivo total (CET) e assim conseguira planejar melhor o seu orçamento para os próximos meses. Fuja das opções de parcelas que aumentam a cada mês, e também as que tiverem tarifas e juros muito altos.

 

 

5. Troque A Dívida Por Uma Que Possua A Taxa Menor

Em alguns casos os juros e taxas do cartão são tão altos que te impossibilitam de pagar mesmo com a renegociação, nestes casos é melhor você optar por um empréstimo com os juros e taxas menores.

 

 

Assim você paga o cartão de uma vez só e continua apenas com uma dívida a do empréstimo que é menor. Faça sempre um bom planejamento financeiro para que você não entre em uma bola de neve, com dividas que parecem impossíveis de pagar.

 

 

Dúvidas Frequentes

Estas foram as 5 dicas que consideramos importantes para você que se vê em uma situação que parece estar com a corda no pescoço e não vê saída. Dívidas com o cartão é um assunto que sempre gera muitas dúvidas, pensando nisso separamos as três que são feitas com mais frequência e respondemos de maneira simplificada para que você entenda.

 

 

O Que Fazer Se O Banco Recusar?

Caso o banco se recuse a renegociar a sua dívida você pode entrar em contato com uma associação especializada como a ANDIF (Instituto Nacional de Defesa dos Consumidores do Sistema Financeiro) e o PROCON (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor).

 

 

Eles te orientarão sobre outras formas de renegociação além de investigar os detalhes da sua dívida como, por exemplo, os juros que estão sendo cobrados. Para o caso de alguma taxa abusiva, você tenha como recorrer diretamente com o banco.

 

 

O Que Fazer Se Não Tiver Dinheiro Para Pagar A Renegociação?

Caso você tenha renegociado e de repente se vê sem dinheiro para pagar as parcelas, você pode retornar o contato com o banco e explicar a sua situação pedindo uma nova renegociação como o aumento das parcelas com valores menores.

 

 

Ou pedir um empréstimo com juros inferiores, neste caso é sempre importante por todas as contas no papel novamente para que você saiba exatamente quanto pode pagar por mês.

 

 

Corro O Risco De Perder Meus Bens?

A perda de bens pode sim acontecer, porém ela é decidida pelo Poder Judiciário caso a empresa do cartão de crédito entre com uma ação, solicitando a retenção de bens e imóveis que somente o valor da dívida.